Coleta de Pilhas e Baterias

Setor de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal fez coleta de quase 4000 pilhas e baterias na Escola Madre Paulina.

Atividade fez parte do Programa Bote Pilha Nessa Ideia da Escola.

O Setor de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Crissiumal, através do Agente Ambiental Carlos Hammes, realizou a coleta de 3.779 pilhas e baterias que foram coletadas por alunos da Escola Madre Paulina, na manhã desta terça-feira, dia 20 de novembro. As pilhas e baterias foram recolhidas ao longo de 2012, totalizando 92,5 Kg.

A coleta mobilizou os alunos do 4º ano, assim como já vem acontecendo há 5 anos, onde a escola realiza o programa “Bote Pilha Nessa Ideia”. As pilhas são coletadas em casa e depois colocadas em coletores de litrões descartáveis na escola.

Após é feita a contagem e pesagem do material, e depois são encaminhadas para a reciclagem, tirando assim um bom tanto de lixo altamente tóxico do Município.

Segundo a professora Tânia Mallmann, “são estas pequenas atitudes que trarão grandes resultados ao nosso meio ambiente”.

Confira abaixo a matéria : CONSCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL, feita pelo Agente Ambiental Carlos Hammes:

 

CONSCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

 O desenvolvimento de atividades de educação ambiental, voltados à clientela escolar ou ao público em geral, deve ser proposto na medida em que responda a uma necessidade efetiva das populações envolvidas, daí a necessidade de se valorizar a participação, tanto na identificação do problema, no conflito ambiental, quanto na proposição de ações.

Educação Ambiental busca contribuir e propiciar condições para o desenvolvimento de atitudes e comportamentos sociais favoráveis ao meio ambiente e, ao mesmo tempo, possibilita o fortalecimento do processo de construção da cidadania, criando condições para a participação individual e coletiva, sobre o acesso aos recursos naturais.

Dentre as várias formas de ação e educação ambiental, queremos destacar a coleta e recolhimento de pilhas e baterias realizada pelos alunos da Escola de Ensino Fundamental Madre Paulina.

Em uma iniciativa ambientalmente correta, professores e alunos desta escola efetuaram no dia 20 deste mês a entrega de 3.779 (Tres mil, setecentos e setenta e nove), totalizando 92,5 Kg (noventa e dois quilos e quinhantas gramas) de pilhas e baterias ao Departamento Ambiental da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural Pesca e Meio Ambiente. Neste momento foram recolhidas corretamente armazenadas para futuro envio a empresa que atenda a Resolução N° 257/99 do CONAMA, mais de mil pilhas e baterias. Estas pilhas e baterias haviam sido coletadas por alunos em uma gincana realizada pela escola.

As pilhas e baterias foram entregues ao Agente Ambiental Carlos Hammes, por professores e alunos, sendo que neste mesmo momento o Agente explanou sobre os riscos ao meio ambiente e a saúde, destino e forma correta de descarte e demais ações minimizadoras de impactos ambientais.

Riscos ao meio ambiente e à saúde

 

Aparentemente inofensivas, as pilhas e baterias de uso doméstico apresentam um grande perigo quando descartadas incorretamente. Aparentemente inocente, as pilhas e baterias usadas em lanternas, rádios, controles remotos, relógios, celulares, telefones sem fio, laptops, câmeras digitais e outros aparelhos portáteis, são hoje um dos vários problemas ambientais.

As pilhas, apesar de pequenas, quando descartadas inadequadamente representam um grande risco ao meio ambiente. As pilhas contêm elementos químicos de alto risco para o meio ambiente e ao ser humano, principalmente ao serem destinadas a locais inadequados.  Muitas pessoas, por falta de consciência, conhecimento ou alternativa, jogam as pilhas junto ao lixo comum. “Com o passar do tempo, ocorrerá inevitavelmente a contaminação de plantas, solos e lençóis freáticos devido à corrosão da blindagem da pilha disposta em aterros sanitários e lixões”.

 Ao contaminar o ambiente, os metais entram para a cadeia alimentar humana através da ingestão da água ou dos produtos comestíveis irrigados com a água contaminada. Na compostagem (trituração conjunta com o lixo urbano) também são liberado os metais, assim como na incineração (queima), pois os metais se espalham na atmosfera, poluindo e causando doenças respiratórias nos indivíduos.

Dentre os elementos químicos que compõe as pilhas e baterias está o cádmio, chumbo, cobalto, índio, lítio, manganês, mercúrio, níquel, prata e zinco. Essas substâncias vêm causando sérios impactos ambientais, como, por exemplo, poluição dos lençóis freáticos, prejuízo ao solo e prejuízo a fauna e a flora, ainda, corremos o risco de essas substâncias entrarem indiretamente em nossa alimentação através de sistemas de irrigação que retiram a água de lençóis freáticos, elas se acumulam em nosso corpo, causam doenças e outros prejuízos.

Estas substâncias podem causar doenças diversas como câncer, anemia, disfunções digestivas, cerebrais, neurológicas, renais, hepáticas, dentre muitas outras que podem levar a morte. “O efeito muitas vezes é lento. Você só percebe o sintoma ao longo de anos, pois é um efeito cumulativo. Não consegue eliminar e prejudica vários órgãos do nosso organismo, podendo levar a morte”.

O que fazer com elas?

A forma de minimização deste problema, e dar um destino correto às pilhas e baterias utilizadas. O Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) após sancionar a Resolução N° 257, de 30 de junho de 1999, determina que pilhas e baterias, após seu esgotamento energético, sejam entregues pelos usuários para que se adotem os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequado.

O mais correto, porém ainda pouco difundido no Brasil, é que estas sejam levadas a postos de coleta de pilhas para reciclagem. Algumas empresas, associações e entidades ministram projetos chamados “Papa-Pilhas”, buscando o engajamento do público na construção de uma sociedade melhor, conscientizando as pessoas sobre a necessidade de dar uma destinação correta a esses materiais, reduzindo a quantidade de pilhas e baterias lançadas inadequadamente no meio ambiente.

A reciclagem por meio da recuperação dos constituintes das pilhas e baterias, principalmente daqueles que apresentam algum valor econômico, foi identificada como uma das formas mais atraentes para destinação final destes resíduos, tanto do ponto de vista empresarial, quanto das instituições de controle. Na impossibilidade da reciclagem devido a falta de tecnologia adequada disponível, o que hoje é uma realidade para determinados tipos de pilhas e baterias, sugere-se que o material seja encaminhado para um aterro industrial (devidamente licenciado para o fim). As pilhas depois de recicladas poderão se transformar em diversos materiais, como: Tintas, cerâmicas, corretivos de solo e etc.

Leve em Consideração

Uma vez que as pilhas e baterias são potencialmente danosas ao ambiente e à saúde humana, deve-se ressaltar que um programa de coleta seletiva deste material constitui-se em uma importante ferramenta de prevenção dos problemas causados pelo destino inadequado deste tipo de resíduo, tão comum nas sociedades modernas. 

A campanha do “papa-pilhas” ajuda na conscientização sobre o descarte correto do lixo e as implicações de materiais perigosos jogados no meio ambiente. Faça sua parte, procure o posto de coleta mais próximo de sua casa, divulgue a informação para seus amigos e parentes e ajude a preservar o meio ambiente. É melhor pra mim, pra você e para todos.

Faça como os alunos fizeram, demonstre seu interesse e preocupação. De uma pequena pilha e um pequeno gesto é que surgem os grandes resultados. “Um meio ambiente equilibrado para a sadia qualidade de vida de todos. (artigo 225 da Constituição Federal)

 

Matéria:                     CONSCIENTIZAÇÃO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Elaborado Por:         Carlo Hammes – Agente Ambiental

créditos: www.guiacrissiumal.com.br